ACADEMIA HABANOS

O Mundo do Habano

Colocando as cintas



As cintas dos Habanos foram introduzidas por volta de 1860 por Gustavo Bock, um europeu que chegou a Havana para fazer fortuna com os Habanos. Segundo reza a lenda, a ideia surgiu com a intenção de evitar que os mais refinados clientes manchassem as luvas brancas ao fumarem.

Outros asseguram que a sua introdução ficou a dever-se à vontade de diferenciar os Habanos uns dos outros, dificultando a sua imitação e falsificação através da decoração litográfica das suas cintas.

Em qualquer caso, as cintas dos Habanos transformaram-se num dos mais potentes e populares símbolos do Habano, muito apreciadas pelos coleccionadores e muitas vezes imitadas pela concorrência.

anillado1

Na imagem, uma cinta de Cohiba Behike com hologramas que ajudam os fumadores a comprovarem a autenticidade do seu Habano.

Denomina-se Anilladora à pessoa que coloca com extremo cuidado uma anilla ou cinta em cada Habano, para depois o voltar a colocar no interior da sua caixa, seguindo a ordem previamente determinada pelos Escogedores até ao mais ínfimo pormenor: a mesma face voltada para cima com a cinta correctamente alinhada, bem como reproduzindo a mesma ordem da esquerda para a direita.

anillado2

As cintas, tanto as antigas como as actuais, são muito apreciadas pelos coleccionadores




Conteúdo dispon´vel nos seguintes idiomas: